Browsed by
Tag: sistemas_operacionais

Meu projeto (curso) “Aprenda a programar” está no Catarse!

Meu projeto (curso) “Aprenda a programar” está no Catarse!

Atualização:

A meta infelizmente não foi atingida. Porém você pode ler o post a seguir para saber como você pode aprender a programar: blog.lucascaton.com.br/2016/03/12/aprenda-a-programar.


 

Tem um vídeo explicativo bem no começo da página!

http://www.catarse.me/pt/aprendaaprogramar


Screen Shot 2014-07-31 at 1.37.48 pm

Meu ambiente de trabalho

Meu ambiente de trabalho

O Anderson Casimiro e o Augusto Pascutti criaram um meme sobre ambientes de trabalho. As regras são simples:

1. Escreva sobre seu ambiente de trabalho – fale sobre qualquer ponto que quiser;
2. Indique de 3 à 5 pessoas para que possivelmente façam um artigo sobre seu ambiente.

Fui convidado pelo Bruno Codeman para montar minha lista!

1. OS: Ubuntu 10.10

Atualmente, a mais popular distriuição Linux. Como é baseada no Debian, herdou o apt pra gereciar os pacotes. Todo o meu hardware funciona bem e raramente o sistema fica lento ou trava. Ultimamente tem ficado até mais bonito…

2. IDE: Vim

Rápido, flexível, snippets, atalhos produtivos e ainda conta com excelentes plugins. Desenvolvo em Ruby e Ruby on Rails utilizando somente ele e sempre dá conta do recado.

3. Browser: Google Chrome

Há um ano atrás, o experimentei e este substituiu o meu querido Firefox. Com todas as extensions disponíveis hoje, quase não preciso de outro browser, embora exporadiamente use o Firefox pra usar os add-ons WebDeveloper e Firebug.

4. Versionamento: Git

Git ganhou meu respeito. O utilizo há 1 ano e meio e definitivamente me atendeu melhor que o SVN. Não dá pau e é muito eficiente. É atualmente um dos softwares que mais me orgulho de usar.

5. Linguagem de programação: Ruby

Já desenvolvi em PHP, Delphi, Java e até brinquei um pouco com .Net e Phython. Mas nada, nada me faz mais feliz que programar em Ruby. A sintaxe é limpa, o suporte à metaprogramação é ótimo, desenvolver usando BDD é muito fácil e a comunidade é fantástica.

6. Banco de Dados: PostgreSQL

Usei MySQL por muito tempo e me atendia muitíssimo bem. Mas ano passado tive que começar a trabalhar em alguns projetos que usavam PostgreSQL e seu poder me convenceu e se tornou meu database padrão.

Indicação de 5 amigos pra continuar o meme:

1. Eduardo Ramos
2. Vitor Laubé
3. Thiago Aléssio
4. Jésus Lopes
5. Eder Costa

Lá vem mais um Windows (ou “Motivos pelos quais não volto pra Matrix”)

Lá vem mais um Windows (ou “Motivos pelos quais não volto pra Matrix”)

Acabei de receber um vídeo de um amigo chamado “Windows 8 Concept”. Segue o vídeo abaixo e logo após alguns motivos (pessoais!) pelos quais eu não volto pra “Matrix”.

Antes que me atirem pedras, quero deixar claro duas coisas: primeiro que essa é a minha opnião. Você tem todo o direito de não concordar (dê sua opnião nos comentários :)). Segundo, que eu – sinceramente – não sei se esse vídeo é ou não oficial. Mas este não é o ponto. As coisas que vou falar se aplicam inclusive ao Windows Seven.

Ok, o Windows 8 e até mesmo o 7 podem ter recursos de usabilidades interessantes. Eu adimito isso. Mas o que me desagrada é o fato de existirem coisas definitivamente mais importantes do que uma boa interface. Boa usabilidade e interface bonita são coisas boas… mas desde que o funcionamento geral também seja bom (OSX é um bom exemplo). Exitem funcionalidades absurdas que ele deveria fazer e até hoje não faz (por exemplo ter um terminal decente, através do qual você possa realmente ter controle total sobre sua máquina).

Novamente: não sei se esse vídeo é uma versão oficial, mas se for, tem algumas coisas copiadas do Mac OSX, por exemplo o preview dos documentos (assim como ela copiou o Dock no Seven). A parte irônica disso é que me lembro de propagandas do Windows (pouco antes do Seven) que diziam: “O Mac só é bonitinho… você precisa de um S.O. de verdade”… e agora fazem exatamente o contrário: enchem de “coisinhas bonitinhas” e esquecem do resto…

Não é ser xiita (e cego)… só que o Janelas não me “pega” mais!