Browsed by
Tag: programação

Meu Curso de Programação

Meu Curso de Programação

É com muito prazer que venho contar a vocês que finalmente publiquei meu Curso de Programação.

Caso você não me conheça, meu nome é Lucas, sou desenvolvedor desde 2004, fundador da startup EasyBills, escrevo nesse blog desde 2009 e dei o meu melhor para criar um curso para quem quer aprender a programar começando do zero, através de vídeo-aulas 100% online.

Com esse curso, você aprenderá a criar páginas web dinâmicas, criar aplicações onde o usuário precisa se autenticar (login e senha), enviar emails através da sua aplicação, criar layouts para páginas mesmo sem ter experiência em design, negociar a venda de projetos (incluindo preços), qual salário é justo para o seu nível e muito mais.

E você vai desenvolver dois aplicativos durante o curso, um gerenciador de tarefas e um clone (simplificado) do Instagram.

Clique no link abaixo para mais informações:

https://www.udemy.com/curso-de-programacao

Visite a página do curso ou marque nos comentários abaixo aquele amigo que quer aprender programação :-)

Quem não gostar do curso, pode pedir o dinheiro de volta em até 30 dias e nem precisa explicar o motivo.

Abaixo você encontra um vídeo com mais detalhes sobre o curso:

Aprenda a programar

Aprenda a programar

Parte I – Desenvolvimento de aplicações web

Primeiramente, assista esse vídeo:

Depois leia esse post: blog.lucascaton.com.br/2014/05/21/como-aprender-ruby-e-rails.

Finalmente, entre nesse grupo para acompanhar as novidades ou para tirar dúvidas: Ruby on Rails Brasil.

Parte II – Desenvolvimento de aplicações iOS (iPhone, iPad, Apple Watch, Apple TV)

Entre nesse grupo (Slack): iOS Dev BR.

Qualquer dúvida, mande nos comentários abaixo :-)

8 motivos pra programar em inglês

8 motivos pra programar em inglês

Vejo muitos brasileiros escrevendo código em português. Na faculdade até pode fazer um pouco de sentido por mais didático, mas vou apresentar alguns motivos pelos quais isso deve ser evitado no mundo real:

1. O motivo mais importante: inglês é o idioma internacional para código (e para documentações). Mais especificamente, o inglês americano é o padrão. Eu trabalho em uma empresa australiana e embora a Austrália siga a gramática britânica, o código que escrevemos segue a gramática americana (exemplo: “color” e não “colour”). Então se esse é o padrão mundial, por que não segui-lo?

2. Se você pretende um dia trabalhar fora do Brasil, potenciais empresas querendo te contratar vão querer ver seu código, mas não irão entender se estes estiverem em português. Então procure deixar seus repositórios no Github com código e documentação em inglês.

3. Os comandos e palavras-chave de linguagens em programação são em inglês, então mesmo que você queria escrever em português, vai acabar ficando inevitavelmente uma mistura.

4. Algumas linguagens e frameworks estão preparados para entender o inglês em termos de semântica. Exemplo: o Ruby on Rails sabe que a tabela no banco de dados para um determinado model deve ser sempre o nome do model no plural. Ou seja, ao ter um model “Person”, ele vai procurar uma tabela “people”.

5. Contribuições para projetos open-source devem ser em inglês. Eu sinceramente não conheço um projeto open-source famoso que não esteja em inglês.

6. Muitas empresas no Brasil já escrevem códigos em inglês. Então se eventualmente você começar a trabalhar em um dessas empresas, você terá que se adaptar de qualquer forma.

7. Acentos, “ç” e caracteres especiais não funcionam bem em todas as linguagens, fazendo que você tenha palavras escritas de forma incorreta se você as escrever em português.

8. Você treina e melhora seu inglês :-)