Category Archives: Portuguese

Coisas sobre Linux que me chamaram a atenção recentemente

LinuxVersions

Você pode não saber (ou esquecer às vezes), mas o Linux está muito presente na sua vida. Mesmo que você não o use diretamente como sistema operacional principal, mais da metade dos sites que você acessa está rodando em plataforma Linux. Isso inclui empresas gigantes como Google, Facebook, Twitter, Soundcloud, Amazon, Spotify, etc – a lista é muito, mas muito longa. A maioria dos filmes que você assiste utilizam Linux para renderizar cenas extremamente complexas que às vezes levam semanas ou mesmo meses para serem renderizados. O sistema móvel Android também é um Linux também caso você não saiba. E o seu roteador e a sua SmartTV provavelmente rodam Linux também!

Embora atualmente meu computador principal rode OS X, eu estou em contato com vários servidores que rodam Linux os quais acesso frequentemente. Além disso, utilizei Linux como S.O. principal de 2007 à 2011, através das distros Ubuntu e OpenSUSE (além de outras que utilizei por pouco tempo, como Slackware e Debian).

Na última semana várias coisas me chamaram a atenção no mundo Linux e esse é o motivo desse post:

1. O último episódio do podcast do Hack ‘n’ Cast (v0.3) foi uma introdução ao Linux e foi muito bom, vale a pena escutar: http://mindbending.org/pt/hack-n-cast-v03-introducao-ao-gnulinux.

2. Um amigo que é programador disse que nunca (palavra forte!) usaria Linux porque nem criar um script similar ao batch do “Janelas” ele conseguia. Bom, pensando que isso pudesse ser útil para mais pessoas, gravei um screencast ensinando como criar scripts no Linux e no Mac OS X: http://youtu.be/W84Ok6XGnow.

3. Assisti à uma ótima palestra chamada “Linux Sucks”: http://youtu.be/5pOxlazS3zs.

4. Lembrei e reli o excelente ponto de vista do Pothix sobre porque ele deixou o OS X e voltou a usar Linux: http://pothix.com/blog/development/menos-mac-e-mais-linux.

5. Pra finalizar (e descontraír), há um tempo atrás eu ganhei de um amigo que trabalha na RedHat um chapél vermelho (red hat, rá!), o qual foi parar na cabeca do Tux que eu tenho na minha estante, vide fotos abaixo. Ficou bem bacana! :-)

1

2

Bom, essa não é a primeira vez que eu escrevo sobre Linux e também não será a última. Linux é muito mais importante do que as pessoas pensam. Pense 3 vezes antes de subestimar o sistema do pinguim! ;)

Swift BR – grupo de discussão sobre a nova linguagem lançada pela Apple

swift-icon

A idéia desse grupo é fazer com que os usuários possam conhecer uns aos outros, compartilhando e discutindo idéias interessantes relacionadas à essa nova linguagem lançada pela Apple, para substituir o Objective C como linguagem padrão para desenvolvimento de aplicações tanto OS X quanto iOS.

https://groups.google.com/d/forum/swiftbr

Como aprender Ruby e Rails

ruby_rails

Vários amigos tem me perguntado como podem aprender a programar em Ruby e Rails. Vou postar aqui os mesmos vídeos e dicas que mandei pra eles, caso alguém tenha interesse também:

Por que eu voltei a usar iOS / iPhone

Em agosto desse ano, eu escrevi sobre como estava sendo minha experiência com o Android. Quatro meses depois, voltei a usar iOS. Vamos aos fatos: eu pretendia ficar mais um tempo com ele, mas o derrubei e a tela parou de funcionar completamente. Como eu já estava bastante ansioso pra voltar a usar o iOS / iPhone, aproveitei a oportunidade e comprei um iPhone 5s.

hero_start__posterframe

Mas o Android estava tão ruim assim?

Não.

Antes de mais nada, vou ser sincero: Android é sim um excelente sistema.

android

Conforme o que eu escrevi, eu tinha um Samsung S4 e o Android estava me atendendo perfeitamente bem no começo, mas depois de um tempo comecei a ter alguns problemas com a ROM original (da Samsung): lentidão, o fato de eu não poder atualizar, etc. Essa imagem que mostra bem claramente o problema das atualizações do Android:

03-ios-android

Antes que o Jonas me xingue, algo que deve ficar claro: não devemos resumir a experiência de usar Android somente se baseando na experiência de usar um Samsung. Mas o fato é que o Samsung S4 é um dos aparelhos mais utilizados atualmente, por isso achei que eu não fosse ter esse tipo de problema.

Resolvi então colocar uma versão pura do Android (vale ressaltar que essa ROM não era oficial). Ficou bom no começo, mas depois de um tempo, ficou pior: as apps davam crash toda hora e o sistema como um todo ficou lento. Tentei voltar para a ROM da Samsung (ou até alguma outra – exemplo: Cyanogenmod), mas era tanta gambiarra que desisti.

O que eu ganhei voltando para o iOS / iPhone

ios

  • Podcasts – uma app decente para o que mais faço com o meu celular: escutar podcasts. Não encontrei nenhuma app (free ou paga) que me atendesse 100% no Android. E isso o Podcasts da Apple faz muitíssimo bem;
  • iOS 7 – o novo sistema está muito estável e muito bonito.
    O que mais eu posso querer? ¯\_(ツ)_/¯
  • Gerenciamento de arquivos – Não tenho mais que me preocupar em que diretório os arquivos estão (e não saber se estou desperdiçando espaço);
  • Find my friends – as opções do Android não eram muito boas (Testei o “Life360″ e alguns outros);
  • Calandários perfeitamente sincronizados – Várias items do meu calendário estavam no iCloud. Agora calendários do iCloud, do Google e do Facebook estão perfeitamente sincronizados;
  • Sensação de controle do que está realmente acontecendo no aparelho – Em vários momentos você tem a noção de perder esse controle no Android;
  • Fluidez – Somando o processador A7 (64 bits \o/) e a boa integração entre hardware e software, a fluidez / estabilidade do sistema como um todo ficam fantásticas;
  • Camera com suporte à 120fps (slow motion) – simplesmente sensacional;
  • Earpods – os novos fones são ótimos;
  • Touch ID – Sem muito o que falar, é sensacional também.

touchid_hero

Uma coisa interessante e que antes era exclusivo do Android é o relatório de consumo da banda 4G separado por app, o qual agora está disponível também no iOS 7.

4g_usage

O que eu perdi deixando o Android

  • Notificações – O LED, os mini-ícones perto do relógio e a sincronia perfeita com as apps – tudo isso somados fazem as notificações do Android serem melhores que as do iOS;
  • Relatório de consumo da bateria – Isso simplesmenete não existe no iOS;
  • Instalar apps via web – sinto falta disso, funciona muito bem no Android;
  • Teclado swipe – fiquei mal acostumado com esse teclado também. Mais um ponto pro Android.

Conclusão

ios_hero

Das principais opções atuais, iOS / iPhone é o que me atende melhor.

RHOK Brisbane 2013

“Random hacks of kindness” – ou simplesmente “RHOK” – que pode ser traduzido como “Hacks aleatórios de bondade” é um evento (aka. “hackathon”) sem fins lucrativos que acontece no mundo inteiro, onde profissionais de tecnologia ajudam a criar projetos e solucionar problemas de organizações que trabalham para um mundo melhor. Todos que participam não ganham nada, é uma contribuição como forma de boa ação.

Esse ano estou participando do evento de Brisbane (Austrália) e estamos ajudando a QueenslandKids, uma organização que ajuda crianças carentes e especiais.

Para saber mais sobre o evento: rhokbrisbane.org.

Fotos:

2013-12-07 09.41.32

2013-12-07 09.30.00

2013-12-07 09.35.53

2013-12-07 09.21.13

Há um mês, eu troquei o iOS pelo Android

android

Gostaria de começar esse post dizendo que vou tentar ser o mais imparcial possível, não sendo fanboy de nenhuma empresa / aparelho / sistema operacional. Eu não vou comparar somente os sistemas operacionais, mas sim a experiência do hardware com software, ou seja, a integração com o aparelho também.

Motivação

Eu parei de usar Windows quando o Vista foi lançado. Essa versão tinha muitos problemas e eu resolvi dar uma chance ao pinguim (aka. Linux), principalmente pelo fato de nunca ter usado ele full-time antes. Muitas coisas eram diferentes (hoje em dia essa diferença é menor), tive que aprender coisas novas e largar velhos costumes para trás. Mas depois de algum tempo, notei que valeu muito a pena e que eu não voltaria atrás. Alguns anos mais tarde, mudei novamente para o Mac OSX (o qual continuo usando até hoje) e vejo que essa experiência de ter usado os 3 sistemas diferentes só me trouxe benefícios.

Eu expliquei tudo isso para demonstrar que essa motivação foi basicamente a mesma com os sistemas operacionais móveis. Depois de quase 3 anos usando iOS e perto da versão 7 ser lançada, decidi que era hora de experimentar um outro mundo. E como eu nunca tinha usado Android full-time antes (apenas havia brincado com aparelhos de amigos), então era hora de mudar.

Hora de mudar

Decidi então comprar um Samsung Galaxy S4.

s4

Procurei pela versão com o Android puro (aka. “Google Play Edition”), mas como ela ainda não estava a venda aqui, comprei a versão com a rom da Samsung mas pouco tempo depois desisti e segui esse tutorial para instalar a rom pura do Google. A vantagem é que o sistema fica mais fluído (mais rápido, dá menos “travadas”) e não vem com vários aplicativos inúteis que a Samsung e a operadora do celular te obrigam a ter (uma vez que você não pode apagá-los).

O que eu gostei

1. Notificações + LED + atalhos rápidos

Vou começar com algo que eu uso muito em ambos os sistemas: notificações. Conheço pessoas que simplesmente não se importam muito com elas, mas esse definitivamente não é o meu caso. Esse é um ponto forte no Android: as notificações são muito boas. No iOS você pensa que isso funciona bem até ver como isso funciona no Android, principalmente porque as notificações e as aplicações são bem sincronizadas.

Para cada item você pode ter alguns botões de funções rápidas (exemplo: ao receber um email, você pode clicar nos botões “responder” ou “arquivar”) ou ainda pode ver mais detalhes sobre aquele item específico, tocando e deslizando o dedo para baixo naquele item. Outro exemplo legal é quando você tira um screenshot e recebe uma notificação, na qual você pode apenas tocar para já abrir a nova imagem.

Uma diferença muito boa são os ícones na barra superior, com um resumo das notificações:

2013-09-27 12.30.05

Outra coisa bem bacana é o “Pulse notification light”. Acredito que nem todo aparelho tenha isso, mas o S4 tem e faz muita diferença. Ao chegar uma nova notificação, ao invés de a tela ligar e mostrar o que chegou, você pode configurar seu aparelho para ele simplesmente piscar o LED. O mais legal é que você pode configurar o LED pra ficar de uma cor para cada tipo de notificação: chamada perdida, SMS, Email, Hangouts, Facebook, Twitter, WhatsApp, etc.

led

Algo bem últil e que agora o iOS 7 também tem (embora falte um atalho para o “Settings”) são os atalhos rápidos, que ficam na área de notificações:

notifications (atalhos)

2. Tela grande (5″) Full HD

Segundo a Apple, a vantagem de um aparelho um pouco menor é poder tocar todos os cantos da tela com a mesma mão que segura o aparelho. Sim, isso faz sentido, mas a vantagem de ter uma tela grande (5 polegadas) e com boa qualidade é ainda maior. E a adaptação é relativamente rápida.

3. Teclado swipe

Assunto polêmico: há quem ame, há que nem ligue. Apesar de eu não achar ele tão mais rápido assim, é mais prático e confortável digitar apenas deslizando o dedo. Mesmo você errando algumas letras, ele tem um algorítimo inteligente e corrige. Gostei muito!

swipe

4. Lookout

Uma app que faz toda a diferença: Lookout. Ele tem vários recursos: localizar seu celular (similar ao “Find my iPhone”), se alguém errar 3 vezes a senha de desbloqueio, ele tira uma foto da pessoa e manda no seu email (ele também faz isso quando sua bateria está quase acabando, só que usa o GPS pra saber sua localização e te manda essa informação também), faz backup de contatos, fotos, etc, é anti-virus. Ah, e sim, é free.

5. Botões “menu” e “voltar”

Antes eu achava besteira, mas usando diariamente você nota que os botões “menu” e “voltar” são bem práticos (principalmente o último). No S4 eles ficam melhor ainda, porque são dois sensores capacitivos, não botões físicos. E eles ficam apagados até que você toque neles, o que deixa o design do aparelho mais clean.

buttons

6. Customização, flexibilidade e liberdade

O Android é extremamente personalizável (às vezes mais do que deveria). Pra começar, a possibilidade de instalar launchers diferentes é sensacional. Launcher basicamente é a tela inicial do seu aparelho, o gerenciador de widgets, temas, etc. Estou usando o Apex e gostando muito.

É sempre bom poder customizar, embora minha tela inicial seja bem parecida com a default:

apex

Você também pode instalar gerenciadores de torrents, emuladores, terminal com acesso root (esse dá um pouco de trabalho, mas dá pra fazer), entre outras coisas. Isso é liberdade!

files

(Gerenciador de arquivos)

screen lock options

(Formas de desbloquear a tela)

utorrent

(uTorrent e emuladores são apps facilmente encontradas na Play Store)

7. Relatório de uso da bateria

No Android você pode configurar para receber notificações quando a bateria estiver totalmente carregada ou quando estiver acabando. Você também pode facilmente ver o que está consumindo mais bateria:

bateria

8. Relatório de uso do 3G / 4G

É possível ver quanto cada app está gastando na sua rede de dados 3G ou 4G. Essa funcionalidade é bastante flexível, permitindo configurar um limite de uso, configurar uma notificação quando você estiver perto de atingir limite, configurar em que dia a sua operadora vai recomeçar a contagem de uso e até mesmo ver quanto cada app gasta em “foreground” e em “background”, ou seja, quanto cada app usou enquanto você estava com ela aberta e quanto ela gastou enquanto ela estava fechada (usando “pull notifications”, por exemplo), respectivamente.

data_usage

9. Instalar apps remotamente

Você pode entrar no site do Google play (aka. App Store do Google) usando seu computador, buscar e escolher o aplicativo que quer instalar, selecionar o device no qual você quer instalar o app (no caso de você ter mais de um), clicar em “Instalar” e pronto. Depois de 3 segundos, o device começa a baixar e instalar a app sozinho. Muito útil.

instalar app remotamente

Depois, no device:

app instalada

10. Google Now

Ok, o Google mantém uma versão do Google Now pro iOS, mas é diferente. Digo isso porque no Android o Google Now é mais integrado e no geral funciona melhor.

google now

11. Quantidade de apps gratuitas

Até hoje, todas as apps que eu instalei foram gratuitas. Não vejo problema nenhum em pagar por apps, mas ao contrário do iOS, a maioria das apps não custam nada.

12. SD card

Não é algo imprescindivel, mas é interessante. Principalmente porque você configurar coisas como: todas as fotos e vídeo que você tirar podem ir automaticamente para o cartão SD e não para o armazenamento interno do aparelho.

13. Câmera

As duas câmeras (frontal e traseira) do S4 são muito boas. E o software nativo do Android também é bem bacana, contando com algumas opções avançadas na hora de tirar foto e modos interessantes, como fotos 360º e panorâmicas.

camera

14. Sistema inteligente

De vez em quando eu ainda me surpreendo com o Android. No geral, o sistema é muito inteligente e facilita algumas coisas. Um exemplo disso é: eu configurei meu device para subir todas as fotos que eu tiro automaticamente para minha conta do Dropbox. Mas quando ele nota que sua bateria está baixa, ele para de de fazer essas coisas para evitar que sua bateria acabe de vez.

sistema inteligente

15. Alguns detalhes interessantes

Para finalizar a lista de coisas que eu gostei, o Android é mais detalhista que o iOS:

  • Você pode configurar apps padrões: Chrome é meu navegador padrão, Gmail é meu cliente de email padrão e VLC é meu player de vídeo padrão, etc;
  • Exibição de detalhes de arquivos: extensão, tamanho, resolução de fotos, duração de vídeos, etc;
  • Exibição de quanto de memória cada app está usando de ram;
  • Exibição de quanto de memória cada app está usando de cache;
  • Gráfico de armazenamento interno / SD card: que tipo de arquivos está gastando mais espaço no seu device;
  • Etc.

apps manager

(Quanto cada app gasta de memória ram)

apps abertas

(Tela para visualizar e fechar apps que estão rodando)

app info

(Detalhes de um app específico)

storage

(Gráfico do armazenamento interno)

O que eu não gostei

1. Fluidez

Apesar de ter um hardware supostamente superior, o S4 perde no fator “fluidez” para o iPhone. Todas as animações, efeitos e o tempo de resposta dos iPhones são melhores na maioria dos casos. O pior de tudo é o rotação da tela: você vira o device e várias vezes a tela não vira junto. Aí você chacoalha um pouco e a tela vira. Isso chega a ser irritante às vezes.

2. Fones

Os fones que vem com o S4 são horríveis. Claro que isso é apenas a minha opnião. Acabei comprando um fone da Sony. A desvantagem é que você perde os controles de volume e play / pause que existem no fone que acompanha o S4. Pensei em comprar um da Apple, mas já os testei e tais controles também não funcionam.

3. Podcasts

Escutar podcasts no smartphone é uma das coisas que mais faço diariamente. Testei os 3 aplicativos mais famosos de podcasts no Android e nenhum é grande coisa. O único que é razoavelmente usável é o Podcast Addict. Ele tem dois problemas: o primeiro – não tão grave – é que ele oferece muitas opções e você tem que ver uma lista gigante de configurações para deixar do jeito que você gosta (convention over configuration – deveria ser o contrário). O segundo problema é pior: quando você está escutando um episódio, o áudio começa a falhar e às vezes para do nada. Isso é bem frequente, infelizmente.

4. Google Play – uma loja muito liberal

A Apple é burocrática e demora um pouco para autorizar a entrada de apps na sua loja. Mas isso tem o lado bom: raramente entram apps realmente ruins. Já na Google Play, tem muita porcaria, incluindo malwares. No geral não chega a ser um problema, mas você deve ser cuidadoso.

5. Updates

Como falei no começo do post, instalei uma rom com o Android puro e não estou usando a que a Samsung manda de fábrica. Isso significa que eu não posso simplesmente instalar as atualizações do Google quando elas saem. Pra ser sincero, eu não sei nem quando vou poder (não pesquisei como isso funciona). Mesmo se eu estivesse usando a rom da Samsung, ela demora (às vezes muito) pra liberar o update, como por exemplo agora que o Android 4.3 já foi lançado há mais de um mês e ainda não está disponível para quem usa a rom que já vem no device.

6. Apps no geral são mais feias e com UX mal pensado

Notem que estou generalizando. Já considerando as apps que eu mais uso, isso não chega a incomodar.

Coisas que não estão nas listas acima

Coisas que eu não comentei nas duas listas acima foi – ou porque são similares ao iOS / iPhone – ou não fazem diferença para mim.

Mitos

Alguns mitos sobre ambos os sistemas:

O Android não se integra tão bem com o Mac quanto o iPhone

Ok, essa integração pode não ser tão boa quando comparado com o iPhone, principalmente pelo fato de não ter iCloud, mas isso definitivamente foi um problema pequeno. Para tudo tem uma boa alternativa (sendo que maioria eu já usava). Nesse artigo, tem uma sessão chamada “Apple Lock-in?” que explica o que ele usa pra melhorar essa integração.

No Android, as apps fecham sozinhas frequentemente (crash)

Ouvi muita gente falando isso antes de eu começar a usar. Definitivamente não é verdade, é bem raro acontecer.

No iPhone / iOS você não tem liberdade

Ok, agora no Android você tem, inclusive tem acesso root ao sistema (que por baixo dos panos é um Linux). Grande coisa! O que você vai fazer agora? Basicamente nada demais :-)

Uma câmera com 90 megapixes é melhor que uma que tem 85

Obviamente é um mito. A câmera do novo iPhone 5S continua com os mesmos 8 megapixels do iPhone 5 mas é bem superior! E eu não acho que ela fica devendo pra nenhum smartphone que tenha 13 ou 20. Sério!

Conclusão

Já estou usando Android há pouco mais de um mês, o que foi suficiente para notar as vantagens e desvantagens. Gostei muito do iOS 7 (minha esposa tem um iPhone 5 e eu uso ele de vez em quando), mas por enquanto não pretendo voltar a usar iOS / iPhone; estou satisfeito com o meu Android.

Samsung-Galaxy-S4-vs-Apple-iPhone-5-01

(Galaxy S4 e iPhone 5)

Nesse post, eu basicamente listei o que gostei mais e menos em relação ao sistema operacional da Apple e no final das contas, ambos tem excelentes ecosistemas: conjunto de ferramentas, loja de aplicativos e design.

Então fica a dica: não tenha medo de experimentar o que você ainda não usou :-)